Página atual:Português > Tema >

Fórum de Desenvolvimento da China 2017 foca na reforma do lado da oferta

2017-03-20 17:09:45

O aprofundamento da reforma do lado da oferta é o foco da reunião anual do Fórum de Desenvolvimento da China para este ano, organizada pelo Centro de Pesquisa do Desenvolvimento do Conselho de Estado (DRC, na sigla em inglês). O evento, que começou ontem (19) em Beijing, capital chinesa, conta com a presença do vice-premiê chinês, Zhang Gaoli, que proferiu discurso na cerimônia de abertura.

"Neste ano, cortaremos mais 50 milhões de toneladas da capacidade de produção siderúrgica e 150 milhões de toneladas na produção de carvão. Eliminaremos, suspenderemos e adiaremos mais de 50 milhões de quilowatts da energia eléctrica gerada por carvão. Persistiremos em adotar medidas diferenciadas conforme a situação real de cada cidade para absorver o estoque excessivo no mercado imobiliário. Promoveremos também a desalavancagem das empresas. Reforçaremos o corte dos impostos para baixar o custo de transações das companhias."

O diretor da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, He Lifeng, disse no encontro que a reforma do lado da oferta obteve resultados preliminares no último ano.

"O principal efeito reside na otimização contínua da estrutura econômica chinesa. No ano passado, o consumo contribuiu para 64,6% do crescimento da economia nacional. O valor agregado do setor de serviços ocupou 51,6% do PIB. Houve uma melhora visível nos lucros obtidos pelas empresas."

Para o presidente do Banco Asiático de Desenvolvimento, Takehiko Nakao, a economia chinesa continua a se transformar em um modelo puxado pelo consumo. O setor de serviços é o mais destacado.

"Obviamente a China tem alguns problemas urgentes a resolver, tais como o excesso da capacidade de produção e a alta alavancagem. São provavelmente causados pelos projetos de investimentos promovidos após a crise financeira mundial. Eu dei pleno apoio às diversas medidas lançadas pela China durante a reunião central de economia realizada em dezembro do ano passado, que visam baixar o excesso da capacidade de produção e do estoque no mercado imobiliário."

Na opinião da presidente executiva (CEO) do Banco Mundial, Kristalina Georgieva, a reforma do lado da oferta é um tema importante e oportuno.

"É importante porque a série de reformas é crucial para acelerar o crescimento econômico e gerar postos de empregos. Se não as implementarmos, não conseguiremos cumprir os compromissos feitos para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. É oportuno porque a série de reformas concerne ao estímulo do crescimento econômico, pedido cada vez mais urgente. A economia mundial não consegue retornar à órbita de crescimento antes da crise financeira global. O ano de 2016 foi marcado pela estagnação do comércio global, baixa dos investimentos e aumento da incerteza."

Páginas sugeridas



Top 10 MúsicasColetâneaMaisMais

  • TOP 10 Músicas da China 20170623
  • “This is Hyony” de Lee Jung-hyun

Vídeo

Either scripts and active content are not permitted to run or Adobe Flash Player version 11.4.0 or greater is not installed.

Get Adobe Flash Player
Dia Mundial da Leitura

China.com mais perto de você