Página atual:Português > Tema >

China promove reforma tributária com rigor

2017-07-13 18:49:40

A reforma da substituição de impostos sobre vendas por impostos sobre valor agregado (IVA) já foi promovida em toda a China há um ano. Até o momento, o país já estabeleceu um sistema moderno de IVA. Especialistas chineses e estrangeiros consideram que a experiência chinesa pode servir de exemplo para o mundo.

Atualmente, a maioria dos países no mundo adotam o sistema de IVA, exceto os EUA, devido a políticas internas. A reforma-piloto do sistema de IVA da China começou em janeiro de 2012. Nos 18 anos anteriores, existiam paralelamente no país o imposto sobre vendas e o IVA. Já em maio de 2016, a reforma do IVA foi ampliada para os setores arquitetônico, imobiliário, financeiro e de serviços cotidianos. Isso significa que o IVA foi adotado em todos os setores econômicos do país.

Desde então, a China reduziu seus impostos em 700 bilhões de yuans, e também simplificou seus sistemas de taxação e cobrança de impostos. O vice-ministro de Finanças chinês, Shi Yaobin, explicou a mudança.

“Antigamente, eram cobrados impostos sobre as vendas no setor de serviços, enquanto eram cobrados impostos sobre o valor agregado no setor manufatureiro. Por isso, os dois setores eram separados na cadeia de cobrança tributária. Isso podia causar uma cobrança repetida de impostos. Após a reforma, todas as empresas, dos setores superiores e inferiores da economia, foram incluídas na mesma cadeia de taxação.”

A substituição de impostos sobre as vendas pelo IVA em todos os setores se associa a cerca de 1,6 milhão de contribuintes corporativos e mais de 10 milhões de individuais. O valor tributário envolvido supera os 2 trilhões de yuans. Com a política, o IVA passou a cobrir todos os setores da economia nacional.

Com a reforma, os domínios de banco, seguro e títulos de valor também foram incorporados ao sistema do IVA. A prática foi prioneira até no âmbito global. A introdução do IVA no setor financeiro tem sido uma questão difícil em todo o mundo. O diretor de impostos indiretos da agência KPMG, Lachlan Wolfers, elogiou a iniciativa chinesa.

“Na visão tradicional, é difícil extinguir os valores acrescentados entre as diferentes transações financeiras. Prevejo que outros países e regiões vão aprender com o modelo chinês sobre a cobrança de impostos sobre valor agregado na área financeira.”

Ao aprofundar a reforma tributária, a China explicitou que a política tem como base o não aumento de impostos. Isso quer dizer, a transformação de impostos sobre vendas para IVA permite a todas as empresas a redução de taxação. Entre maio de 2016 e abril de 2017, o valor da diminuição de impostos superou os 600 bilhões de yuans. Shi Yaobin avaliou este como o êxito principal da reforma.

“A redução dos impostos das empresas é o efeito principal da reforma do IVA. Desde o início de 2012, quando foi lançada a reforma, os impostos corporativos de nosso país vêm diminuindo de modo geral.”

Páginas sugeridas



Top 10 MúsicasColetâneaMaisMais

  • TOP 10 Músicas da China 20170714
  • “This is Hyony” de Lee Jung-hyun

Vídeo

Either scripts and active content are not permitted to run or Adobe Flash Player version 11.4.0 or greater is not installed.

Get Adobe Flash Player
Dia Mundial da Leitura

China.com mais perto de você