Página atual:Português > Tema >

Importação e exportação da China deste ano está melhor que 2017

2018-12-07 19:11:37

A importação e a exportação chinesa registraram um rápido crescimento neste ano. Até meados de novembro, o volume do comércio internacional já ultrapassou o total do ano passado. O porta-voz do Ministério do Comércio chinês, Gao Feng, afirmou na quinta-feira (6) em Beijing que o comércio internacional do país continuou a ter um suporte forte e que adotará mais medidas para promover o desenvolvimento de qualidade do comércio. Ouça a reportagem.

Dados alfandegários indicam que o volume de importação e exportação de bens de janeiro a meados de novembro deste ano já ultrapassou o total de 2017 que foi quase 28 trilhões de yuans, com um aumento de 15% em comparação com o ano passado. Gao Feng explicou que o desenvolvimento da inovação, a recuperação da demanda do mercado internacional e o crescimento estável da economia nacional garantiram o acréscimo da importação e exportação. Ele acredita que no próximo ano, o comércio internacional da China continuará a ter um suporte forte.

“Dos fatores internos, com o aprofundamento da reforma do lado da oferta na área de comércio exterior, a estrutura de importação e exportação continuou a melhorar. A inovação prosseguiu reforçando o papel de força-motriz do desenvolvimento e o potencial de importação continuou a se liberar. Dos fatores externos, mesmo com os desafios do protecionismo e do unilateralismo, a tendência de globalização econômica não mudou. A demanda dos principais mercados no mundo ainda está acrescentando.”

De janeiro a outubro, a importação e exportação chinesa nos principais mercados, incluindo, União Europeia, Estados Unidos, Associação das Nações do Sudeste Asiático, Japão e países do Brics, tiveram um crescimento total de 10%. O aumento nos países do Brics chegou ao recorde de 22,7%. Gao Feng disse:

“A China está acelerando a diversificação dos mercados do comércio exterior. A flutuação nos mercados isolados influenciou pouco o desenvolvimento do setor. Aliás, a China está estimulando o potencial de importação. O comércio do país continuará a andar para frente no próximo ano.”

Segundo o relatório recente do FMI, a previsão para o volume de comércio de bens e serviços de 2019 é de 4%. Porém, esse valor ainda será melhor do que a previsão para o crescimento econômico que é de 3,7%. Gao Feng revelou que a China adotará várias medidas para garantir o desenvolvimento de qualidade do comércio.

“Vamos acompanhar com atenção a situação comercial. Continuar a simplificar e descentralizar os poderes governamentais, melhorar os serviços, lançar mais facilidades, baixar o custo das empresas de importação e exportação, bem como promover a diversificação de mercados.”



Páginas sugeridas



Top 10 MúsicasColetâneaMaisMais

  • TOP10 China
  • “This is Hyony” de Lee Jung-hyun

Vídeo

Either scripts and active content are not permitted to run or Adobe Flash Player version 11.4.0 or greater is not installed.

Get Adobe Flash Player
Chanceler português fala sobre acoplamento das estratégias chinesa e europeia

China.com mais perto de você