Página atual:Português > Tema >

IPC da China aumenta 2,7% em maio

2019-06-12 18:06:57

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), o principal medidor de inflação da China, subiu 2,7% em termos anuais em maio, disse nesta quarta-feira (12) o Departamento Nacional de Estatística (DNE).

A leitura, em linha com as expectativas do mercado, foi maior que o aumento de 2,5% em abril.

O preço dos alimentos subiu 7,7% em termos anuais no mês passado, um aumento ante a taxa de 6,1% em abril. Os preços de produtos não alimentares cresceram 1,6%, 0,1 ponto percentual a mais que abril. O IPC urbano teve um crescimento anual de 2,7%, enquanto o medido na área rural subiu 2,8%, disse o DNE. Para o analista do Centro de Pesquisa sobre Desenvolvimento do Conselho de Estado da China, Zhang Liqun, o aumento do IPC tem relação com o aumento do preço dos alimentos.

“A razão pela qual o IPC cresceu é o aumento do preço dos alimentos. Em maio, o preço da carne de porco manteve-se em um nível relativamente estável, mas o preço das frutas aumentou muito.”

Ao entrar em junho, o preço de frutas, legumes e verduras tem caído constantemente, estabilizando o IPC. Para o economista-chefe do Banco de Zhongyuan, Wang Jun, considerando o atual nível do IPC, não há grande possibilidade de ter inflação no futuro próximo.

“Eu acho que o IPC pode aumentar nos próximos meses com o aumento do preço da carne de porco, mas no final do ano, ele irá cair. O preço dos alimentos como frutas, legumes e verduras tem fatores sazonais, por isso, pode cair de forma notável no verão.”

Ainda segundo as estatísticas divulgadas pelo DNE, o Índice de Preços ao Produtor (IPP) da China, que mede o custo dos produtos direto de fábrica, aumentou 0,6% em termos anuais em maio.

O ritmo foi menor que o aumento de 0,9% em abril, disse o DNE. Na base mensal, os preços ao produtor subiram 0,2% em maio, taxa menor se comparada ao aumento de 0,3% registrado em abril. Nos primeiros cinco meses, o índice subiu 0,4% em relação ao mesmo período do ano passado.

Os preços de fábrica dos materiais de produção tiveram um crescimento anual de 0,6% em maio, uma queda ante o aumento de 0,9% de abril, já os preços dos bens de consumo tiveram um crescimento anual de 0,9% no mesmo período, taxa inalterada em relação a abril. Para Wang Jun, o IPP pode continuar caindo nos próximos meses.

“A caída do IPP tem relação com a falta de demanda da nossa economia. Por esta razão, o índice poderá continuar caindo. No entanto, o país está tomando medidas para reforçar a força motriz, especialmente no setor de construção de infraestrutura. Então, não precisamos ficar preocupados demais com a queda do IPP.”


Páginas sugeridas



Top 10 MúsicasColetâneaMaisMais

  • TOP10 China
  • “This is Hyony” de Lee Jung-hyun

Vídeo

Either scripts and active content are not permitted to run or Adobe Flash Player version 11.4.0 or greater is not installed.

Get Adobe Flash Player
Oriente e Ocidente à Mesa - Dim sum cantonês

China.com mais perto de você