Página atual:Português > Tema >

Especialistas: China consegue crescimento econômico estável no 1º semestre

2019-07-16 18:33:31

Foi realizada ontem (15), em Beijing, uma conferência de análise da situação econômica de 2019. Na ocasião, especialistas concordaram que o crescimento do PIB chinês de 6,3% no primeiro semestre de 2019 corresponde às perspectivas e que a estrutura econômica do país tem sido melhorada constantemente.

Os dados estatísticos sobre o crescimento econômico da China foram divulgados ontem pelo Departamento Nacional de Estatísticas (DNE). O PIB da China cresceu 6,3% em termos anuais no primeiro semestre de 2019, para cerca de 45,09 trilhões de yuans (US$ 6,5 trilhões) e a produção industrial de valor agregado da China aumentou 6%. Além disso, o país criou 7,37 milhões de empregos urbanos no primeiro semestre deste ano, cumprindo 67% da meta para o ano inteiro. Para o economista-chefe do Banco Zhongyuan, Wang Jun, esse foi um dos resultados mais satisfatórios no crescimento econômico do país.

“O país completou 67% da meta de 2019 na criação de empregos. Isso não foi fácil. Apesar do pequeno aumento da taxa de desemprego em junho, o índice do primeiro semestre deste ano é relativamente bom e pode ser considerado um sinal positivo no crescimento econômico.”

A produção do setor de serviços saltou de 7% para 24,77 trilhões de yuans (US$ 3,61 trilhões) no primeiro semestre. Para a diretora do Instituto de Pesquisa de Investimento Exterior da China, Tan Yaling, o índice indica que a estrutura econômica da China está sendo melhorada de forma constante.

“Um crescimento econômico estável corresponde às nossas perspectivas. Por outro lado, o reajuste da estrutura econômica registrou também resultados positivos. Os importantes índices como o valor agregado da indústria emergente e a produção de veículos de nova energia superaram 7,7% e até chegaram a 34%. Isso significa que as medidas de promoção de melhorias na estrutura econômica foram eficazes.”

O comércio exterior somou 14,67 trilhões de yuans no primeiro semestre, 3,9% maior por ano e 0,2% mais rápido que no primeiro trimestre. Levando em consideração o impacto das fricções comerciais, as cifras de importação e exportação foram melhores que o esperado.

Desde 2018, o mundo inteiro sofreu uma desaceleração econômica, incluindo o comércio internacional. Neste contexto, o crescimento econômico da China enfrentou também a pressão da desaceleração, mas ainda se manteve em uma faixa razoável. Wang Jun disse que, de acordo com os atuais índices econômicos da China, o país tem a capacidade de alcançar um crescimento maior no 2º semestre.

“Os índices financeiros, como o aumento de financiamento social, atingiram 10,9% no primeiro semestre. Ao mesmo tempo, as reservas cambiais voltaram a subir em junho e a venda de carros nesse período superou 1,8 milhões, um aumento de 4,9%, primeiro aumento nos últimos 13 meses. Esses são sinais muito positivos.”





Páginas sugeridas



Top 10 MúsicasColetâneaMaisMais

  • TOP10 China
  • “This is Hyony” de Lee Jung-hyun

Vídeo

Either scripts and active content are not permitted to run or Adobe Flash Player version 11.4.0 or greater is not installed.

Get Adobe Flash Player
Oriente e Ocidente à Mesa - Dim sum cantonês

China.com mais perto de você